segunda-feira, 24 de maio de 2010

Stuart Hart-inclusão social é o futuro do capitalismo.

Stuart Hart é uma das maiores autoridades mundiais no efeito das estratégias empresariais sobre o meio ambiente e pobreza. Ele é o Presidente e fundador do Centro das Empresas Globais Sustentáveis da S.C. Johnson na Universidade de Cornell, e Professor de Administração da Escola de Administração da mesma Universidade.


Para Hart, o mundo vive um momento muito paracido entre 1914 e 1945, quando as guerras mundiais , a depressão econômica quase eleiminaram o sistema capitalista da fase da Terra. Hoje, o quadro é semlhante- o sistema baseado na mais-valia tende a enfrentar inimigos como terrorismo internacional, o movimento antiglobalização e os problemas ambientais que afetam o mundo todo.''Temos de reinventar o capitalismo, de modo a torná-lo mais inclusivo'',afirma.
Hart cita alguns exemplos de empresas que já começam a voltar os olhos para a população de baixa renda, mas afirma que elas estão aprendendo a lidar com esse público.Gigantes como procter&gamble,unulever,coca-cola,HP e dupont têm avançado em criar produtos focados nesse consumidoe e tambem em parcerias como ONGs,dentro de suas politicas de responsabilidade corporativa.
Hart é também um ferrenho defensor da tecnologia como um fator de inclusão social. Para ele , é dever das grandes corporações investir cada vez mais em tecnologia, em especial as do setor de energia .'' Pense que existem em torno de 2 bilhões de pessoas sem acesso a energia elétrica ao mesmo tempo em que o petróleo como principal matriz tem causado danos ambientais inrevesíveis'' , diz .''odesenvolvimento de tecnoligas limpas representa uma grande oportunidade de negocios para empresas de mente aberta.''

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário